Tillie Cole - Sweet Home 01 - Doce Lar


Olá pessoas!

Hoje voltei com a resenha de mais um livro da Tillie Cole. Sim, a autora de 'Mil Beijos de Garoto', que você pode ler a resenha aqui!

Em 'Doce Lar', a autora nos traz a história de Molly Shakespeare e Romeo Prince. Duas pessoas extremamente diferentes mas que por algum motivo são atraídas uma para a outra. Romeo é o quarterback do time de futebol da faculdade e pega geral, Molly é estudiosa e não tem tempo para vida social. Até que Romeo vê Molly e as vidas deles mudam para sempre.

Vem conferir!
Aos vinte anos, Molly Shakespeare acha que já sabe de tudo.
Ela leu Descartes e Kant.
Ela estudou em Oxford.
Ela sabe que as pessoas que te amam também te deixam.
Mas quando Molly se muda da cinzenta Inglaterra para começar uma nova vida nos Estados Unidos, ela descobre que ainda tem muito a aprender. No Alabama os verões são mais quentes, as pessoas são mais intimidantes e os alunos de sua nova escola são muito mais viciados em futebol.
Após conhecer o famoso quarterback Romeo Prince, Molly só consegue pensar em seus olhos castanhos, cabelos loiros, físico perfeito... e em como sua vida tranquila e solitária parece estar a ponto de mudar drasticamente.

Molly Shakespear é uma garota extremamente inteligente, se formou em Oxford e aos vinte anos já está fazendo mestrado... Agora, para dar continuidade aos estudos, ela vai para os Estados Unidos com a sua professora a fim de acompanhá-la nas aulas e terminar a pesquisa. Acostumada a ser invisível, ela não esperava que fosse entrar no radar do cara mais disputado da faculdade, Romeo Prince.

A atração entre os dois é instantânea mas acontece que Romeo tinha muitas coisas que contavam contra ele na visão de Molly: ele era o centro das atenções na faculdade, as garotas ficavam se jogando aos seus pés e parece ser muito mais complicado do que os outros pensavam. Ou seja, ele era o completo oposto do que tudo o que Molly sempre acreditou que queria, especialmente agora, que estava mais focada nos estudos do que em qualquer outra coisa.

E Molly luta, luta muito contra a aquela força que parecia jogá-la na direção de Romeo, mas a atração e o sentimento falam mais alto. Só que ao embarcar no mundo do amado, Molly também estaria se colocando sob os holofotes e com isso, ela se torna de atenções indesejadas que a levam a questionar muitas coisas e que também colocam em evidência o quão diferentes ela e Romeo são.

Será que Molly e Romeo sobreviveriam às forças tentariam separá-los ou o amor dos dois não resistiria às provações pelas quais ambos passariam? De duas, uma: ou eles sairiam daquilo mais fortalecidos que nunca, ou cada um seguiria seu caminho. A única certeza é: corações serão quebrados!

Antes de mais nada eu queria deixar claro que 'Doce Lar' é completamente diferente de 'Mil Beijos de Garoto'! Tipo, muito diferente! Nem parece que foram escritos pela mesma autora! Hhahahhah

Molly é uma personagem que pediu para ser azarada e entrou na fila cinco vezes! Logo no início já vemos que a vida dela nunca foi muito fácil e embora todos os acontecimentos a tenham marcado profundamente, Molly se torna muito forte e um tanto fechada. É apenas quando Romeo entra em sua vida que ela passa a viver mais, mas isso não quer dizer que as coisas fiquem mais fáceis... Muito pelo contrário!

Já Romeo é o típico cara pegador que não se importa com nada e nem com ninguém e parece só ficar de boa com sexo e/ou futebol. Mas as coisas mudam completamente depois que ele conhece Molly e ela passa a ser o centro de suas atenções e do seu desejo. Ao mesmo tempo que ele tem que lidar com esse seu novo lado fiel, monogâmico e carinhoso, Romeo também sofre com uma situação familiar para lá de estressante e uma ex psicótica, e tudo isso parece piorar drasticamente assim que ele e Molly se tornam oficiais.

Tillie Cole desenvolveu em 'Doce Lar' uma trama viciante que, embora me tenha feito respirar fundo diversas vezes, me prendeu do começo ao fim. Os personagens têm histórias interessantes e bagagens extremamente pesadas, assim como o desenvolver da história. Algo que me irritou muito foi a questão dos pais do Romeo... Jesus amado, que pessoas horríveis! Mas calma que a autora explica o porquê de tudo.

No fim, o enfoque maior de tudo nesse livro é sobre as relações tóxicas. Não apenas a questão do Romeo com os pais, mas também dele com a Molly. Sim, porque apesar de todo mundo dizer que o Romeo é fofo, que amou ele, que isso e que aquilo, não consigo ver o personagem como vocês. Para mim, ele é o que podemos chamar de embuste. E sim, já sei que vou levar um monte de pedrada por causa disso...

Apesar de ter achado o Romeo tóxico e a Molly um tanto complacente demais, gostei muito do livro. Sim, gostei mesmo! Se você acompanha o blog, sabe como eu adoro livros que me fazem ter essas reações fortes de amor e ódio... E com 'Doce Lar' não foi diferente! Em um momento estava compenetrada na leitura, roendo as unhas louca para saber o que viria a seguir e no momento seguinte precisava fechar o livro para dar uma respirada porque estava a ponto de dar um socos nos personagens... Como falei: fortes reações!

Mas um conselho de amiga: leia 'Mil Beijos de Garoto' antes de 'Doce Lar'. Vai por mim!

Amazon: Livro - eBook

Outros links: Skoob - Goodreads!

A série 'Sweet Home' é composta por 5 livros, sendo um deles é a versão do primeiro livro sob a perspectiva do Rome... Abaixo estou colocando a listagem bem certinha para vocês acompanharem:

                  * Livro 1 - Sweet Home - Doce Lar
                  * Livro 2 - Sweet Rome (ainda não lançado no Brasil)
                  * Livro 3 - Sweet Fall (ainda não lançado no Brasil)
                  * Livro 4 - Sweet Hope (ainda não lançado no Brasil)
                  * Livro 5 - Sweet Soul (ainda não lançado no Brasil)

Uma coisa interessante de se dizer, é que os livros Sweet Fall, Sweet Hope e Sweet Soul são considerados também como uma trilogia chamada 'Carillo Boys'. Dois em um, prático, né?! Hahahah

Espero que tenham gostado!

Um comentário

  1. Terminei o livro agorinha e eu só queria matar os pais do Rome, mas matar com requintes de crueldade! Pqp!
    Gostei muito do livro, aquele livro gostoso que te prende do começo ao fim como vc comentou. Eu só não tive tanta raiva do Romeo assim hahahaha acho que depois de ler tantos livros com aquele ser detestável que é Hardin, de After, Rome é pinto hahahahahaha.

    ResponderExcluir