Patricia Cabot - Rawlings 01 - A Rosa do Inverno


Mais um romance de época aí, minha gente!

Na verdade 'A Rosa do Inverno' já está há algum tempinho no mercado brasileiro, mas só agora tive a oportunidade de lê-lo, e só me pergunto o porquê de eu ter demorado tanto para ler!

'A Rosa do Inverno' traz a história de Lorde Edward Rawlings que não quer nem sonhar em assumir o título de duque e parte atrás do filho que o irmão teve: o verdadeiro herdeiro do ducado.

Mas parece que seus planos não seriam tão fáceis de executar...
"Quando o dever se converte em prazer...

Edward Rawlings faria qualquer coisa para não assumir o título de duque e ter de passar seus dias cumprindo as obrigações burocráticas do cargo. Por isso, não pensa duas vezes antes de viajar para a Escócia e encontrar a única pessoa que poderia substituí-lo: o sobrinho Jeremy, o menino de dez anos que era o verdadeiro herdeiro do título.

Órfão, o pequeno Jeremy vive num casebre com a tia Pegeen, uma mulher com opiniões demais para a época. Ela não quer que Jeremy cresça mimado e rodeado de riqueza. Mas sabe que Edward pode oferecer ao menino oportunidades de que ela jamais seria capaz - e aceita mudar-se para a propriedade dos Rawlings, na Inglaterra.

Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward enlouquece com a sensualidade e os olhos verdes de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer concessões.

No entanto, ao chegar à mansão, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?"

Todo mundo acredita que ter um título é algo bom, maravilhoso, não é? Ainda mais quando você é o segundo na linhagem de um ducado e tem a oportunidade de ficar com tudo de mão beijada, 'nénon'? Bom, talvez essa seja a esperança e o sonho de muitos, mas nada passa mais longe do que desejava Lorde Edward Rawlings.

Pois é então, quando o pai morre, que Edward vai à procura do herdeiro esquecido de seu falecido e problemático irmão... Edward quer apenas continuar a viver sua vida boêmia, jogando, bebendo e seduzindo, e passar bem longe das responsabilidades e burocracias que o título traz. Mas é claro que o desejo de Edward não será tão fácil de ser realizado...

Pageen é uma jovem escocesa que após a morte do pai, o vigário de uma pequena vila, viu-se sozinha, com poucos recursos e ainda por cima, totalmente responsável pela criação do sobrinho, coisa que ela fazia desde que a irmã abandonara o filho... Mas Pageen é uma mocinha diferente das demais, ela tem vontade e opinião própria, não aceita desaforo, e além de ter uma personalidade forte, ela é extremamente determinada!

Sua determinação é colocada em jogo quando Lorde Edward Rawlings aparece atrás do sobrinho para levar o herdeiro do irmão para reivindicar o título de duque. Bom, basta dizer que Edward já encontra um empecilho quando a tia do menino se fecha ao saber quem ele realmente é... Outro probleminha surge quando o futuro duque se recusa a ir embora e deixar a tia para trás.

Mas quando o lorde em questão promete melhorias de vida e presentes não só para o menino mas também para a tia, o garoto começa a baixar a guarda e a conversa muda de rumo. Logo Pageen se vê  convencida pelo sobrinho e em uma carruagem rumo à um destino um tanto incerto.

O que ela não contava era com o magnetismo, o charme e a confiança de um homem acostumado a ter tudo o que queria, incluindo mulheres... Embora sua cabeça lhe diga uma coisa, seus sentimentos lhe dizem outra, e quais são as chances do coração de Pageen contra Lorde Edward Rawlings?

Mas o que acontecerá quando segredos sujos do passado forem jogados ao ar ameaçando o futuro e a reputação um tanto quanto precária da família Rawlings?

Confesso para vocês que eu estava com um pézinho atrás em ler mais um romance de época da Patricia Cabot (vulgo, Meg Cabot), porque os outros livros do gênero que eu li da autora não foram lá os melhores e deixaram muito a desejar. Mas gente, ainda bem que persisti! Hahahahah.

Pageen é a antítese das mocinhas desamparadas... Embora a vida dela seja precária e ela e o sobrinho vivendo à base de caridade da igreja, a bichinha é uma das personagens de época mais fortes que já vi por aí, e olha que eu já vi muitas! Hahahaha... Dentre muitos adjetivos que posso usar para descrevê-la, acho que "turrona" define bem!

Gente, e o Jeremy, sobrinho dela e de Edward! Ô menino arteiro e encrenqueiro! Sempre procurando briga e uma cara para esfregar na lama... Estou louca para ler o livro dele e ver no que o Jeremy se tornou...

Mas quem me ganhou mesmo foi o convencido Lorde Edward Rawlings! Ele é um homem com histórico festeiro e mulherengo que vai aos poucos abrindo caminho até cair nas boas graças com o(a) leitor(a). E embora ele pareça um cafajeste, por dentro ele vai se mostrando cada vez mais doce e atencioso... *suspiros e corações*

'A Rosa do Inverno' fez com que a autora se redimisse comigo no quesito romances de época. Ô livrinho fofo! Uma ótima leitura para um final de semana!
Vocês podem encontrar o livro para comprar nos seguintes sites: AmazonAmericanasCasas BahiaCulturaExtraFnacPonto FrioSaraivaSubmarino.

Outros links: Skoob e Goodreads
                                                               ~*

Abaixo estou colocando os livros em ordem de leitura, e caso queiram ver as resenhas deles, é só clicar no título desejado:

                  * Livro 01 - A Rosa do Inverno
                  * Livro 02 - Retrato do Meu Coração

Espero que tenham gostado.

Beijos,
Mari.

0 recadinhos :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...