Patricia Cabot - Pode Beijar a Noiva

Oi pessoal!

Olha quem está passando aqui pelo blog! Sim, Patricia Cabot, vulgo Meg Cabot. Para quem não sabe, a autora se tornou a queridinha do mundo literário e campeã em vendas com sua série 'O Diário da Princesa' que embalou minha adolescência...

Hoje trago para vocês um romance de época publicado aqui no Brasil pela editora Planeta sob o selo Essência, no qual somos apresentados à Emma Van Court, uma alma para lá de caridosa, sempre disposta a ajudar os mais necessitados, mas dessa vez, é ela quem precisará de ajuda.

Após perder o marido, uma herança lhe cai dos céus, mas para que Emma tenha acesso à ela, uma condição foi estipulada: ela tem que se casar novamente. E com isso, os homens do povoado de Faires começam a fazer fila na porta da casa de Emma.

Mas eles não contavam com um visitante...

"Quando tudo parece estar perdido para Emma Van Court, que acaba de se tornar viúva, a promessa de uma grande fortuna lhe cai dos céus. Mas há uma condição para abocanhar a herança: ela terá de se casar novamente. Como não se especificou o noivo, todos os homens da pequena Faires, na Escócia, resolvem participar dessa corrida do ouro e passam a disputar as atenções da jovem viúva.
Os competitivos pretendentes só não contavam com a presença de James Marbury, primo do falecido marido, Stuart, que chega ao vilarejo para ajudar Emma com os trâmites do inventário. No passado, os dois tiveram uma aproximação, e James ainda nutre fortes sentimentos pela, agora, viúva.

Conseguirá ele afastar a horda de interesseiros pretendentes e finalmente se juntar à sua amada?"

Antes de mais nada, gostaria de avisar que essa sinopse é meio trolladora, viu... Ela faz você imaginar uma coisa, mas na verdade, são outros quinhentos! Hahahha

Emma Van Court é uma pessoa caridosa, que sempre quis ajudar os necessitados, vivia em meio a alguma causa e angariando doações. A personagem é a típica parente órfã que foi morar com os tios ricos, e por seu tipo e suas maneiras, acreditava-se que ela faria um bom casamento. Mas então ela conheceu Stuart, que com sua fervorosidade de ajudar o necessitados (até demais) lhe chamou a atenção, e as coisas não foram bem como todos acreditavam...

Agora Emma acredita estar em uma maré de azar. No último ano ela casou, se afastou dos familiares, foi morar em um povoado longe pra caramba, com pouquíssima comodidade, e ainda ficou viúva. Desgraça pouca é bobagem...

Após a morte do esposo, surge a notícia de que há uma herança para a viúva, mas para que ela possa acessá-la, será necessário casar-se novamente. Basta dizer que no pequeno povoado de Faires, a notícia se espalhou como fogo em palha, e com isso, uma horda de pretendentes começou a brotar por todos os cantos por onde Emma ia, e devo dizer, alguns deles eram realmente insistentes!

Mas o que ela e os pretendentes não esperavam, o que Emma nunca imaginara, aconteceu. Ou melhor, chegou... Em uma manhã chuvosa, eis que James Marbury, primo do falecido, desce de um carro fúnebre (o único veículo fechado do povoado) em frente à pequena casa da Emma.

Bom, e é a partir daí é que eu digo que a trollagem da sinopse começa!

No prólogo do livro vemos de que maneira foi o último contato que Emma teve com James, e digamos que com tudo o que aconteceu, ela não estava muito inclinada em ser aberta e aceitar a presença de James. Mas parece que ele não irá embora tão facilmente.

James se culpa por suas ações terem afastado tanto o primo, que considerava um irmão, quanto Emma de sua vida, mas após a morte de Stuart, não havia mais nada que ele pudesse fazer para voltar atrás. O que lhe resta agora, era cuidar de Emma, quem ele não esperava que ainda estivesse naquele fim de mundo na Escócia.

James muda totalmente os planos quando fica sabendo sobre a herança e a perseguição que Emma vem sofrendo por causa disso, mesmo que ela tenha tentado de todas as formas ocultá-lo. A questão era que Emma vivia precariamente, embora sua família fosse abastada, e precisava da herança para conseguir se manter, o que não lhe restaria outra opção, além de continuar vivendo com quase nada.

Até que James bate de frente com um pretendente extrema e desesperadamente insistente de Emma e é forçado a tomar uma atitude. Algo que veio a desencadear uma quantidade absurda de consequências, a começar por sentimentos conflitantes por parte de Emma e amadurecimento dos mesmos pelo lado de James.

E no meio disso tudo, um plano que poderá ajudar Emma começa a surgir. Mas será que eles serão astutos o suficiente para enganar a todos? E no final, será que James aceitará os termos de Emma? Será que a maré de sorte de Emma finalmente chegou ao fim? E quais serão os segredos que a mocinha esconde?

Gente, eu achei esse livro uma fofurinha! E é claro que eu não poderia deixar passar o post sem falar que e capa desta segunda edição está m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a! Para quem quiser comparar, no final do post, está a capa da primeira edição. E aí, concordam comigo?

Mas embora tenha todos os elementos que eu gosto, e até uma pitada para lá de cômica e segredos, não posso dar 5 estrelinhas... Motivo? Bem, a autora deixou algumas cordas soltas, alguns 'is' sem pingar, e algumas contradições, coisas sobre as quais não irei comentar para não dar spoilers para quem ainda não leu.

Fique calmo(a), posso afirmar que tais fatores não estragaram o livro. Como sempre, achei que a autora poderia ter dado uma atenção especial para a parte final da história, mas quem me acompanha aqui sabe que eu s-e-m-p-r-e falo isso, sempre fico com um gostinho de quero mais. Hahahhah
Vocês podem encontrar o livro para comprar nos seguintes sites: Amazon, Americanas, Casas Bahia, Cultura, Extra, Fnac, Ponto Frio, SaraivaSubmarino.

Outros links: Skoob e Goodreads

Yes, my dears! Por incrível que pareça, finalmente peguei um livro que não faz parte de uma série! Hahahah

Espero que vocês tenham gostado.

Beijos,
Mari.
Capa da primeira edição

0 recadinhos :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...