Katy Evans - Real 01 - Real

Senhoras e Senhores, com vocês, Remington Tate..... O Arrebentadoooooooooooooor!

Este é o 1o livro de uma série, que conta nos leva ao mundo da luta, MMA e mais essas coisas que eu não sei o nome porque não sou aficionada à essas coisas de luta, etc.

Apesar de não ser fã da temática, confesso que Real me prendeu do começo ao fim. E em certos momentos, me lembrou o amado Travis Maddox.

Brooke é a antítese das mocinhas chatas, ela sabe muito bem o que quer. E tenta com todas as suas forças não se render ao charme de Remy.

Já Remy é um cara da pesada. É muito, mas MUITO mais cru que o Travis. E tem muito mais bagagem em suas costas e um histórico familiar que faria qualquer um sair correndo.

Mas é como dizem: "Os opostos se atraem."
"Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e REAL. 

Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar. 

O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos."

Não sou fã da temática de luta, MMA, UFA, essas coisas. E justamente por isso comecei a ler o livro com um pé atrás, mas me surpreendi. Não larguei do livro. Acho que podemos dizer que Remy é uma versão mais rude e profissional de Travis Maddox (Belo Desastre). Alguém mais achou isso?

Mas diferente do Sr. Maddox, nosso mocinho aqui, Remington Tate, não tem uma base familiar à qual pode se escorar. Sua única "família", por assim dizer, são as pessoas que trabalham para ele. Outra diferença, é que eu achei o Remy um personagem muito mais territorial do que qualquer outro que eu tenha lido...

Brooke é aquela típica pessoa que vive na linha. Desde muito jovem ela treinava para competir, mas quando finalmente teve sua chance de participar de uma Olimpíeda, infelizmente o a sorte não estava à seu favor e ela acabou se machucando feio. Completamente fora das competições, Brooke se voltou para a reabilitação e transformou sua terapia em profissão.

Então quando Brooke foi arrastada por uma de suas melhores amigas, para ver uma luta de Remy, seu mundo mudou. Pela perspectiva de Brooke, sua vida deu uma cambalhota total, já para Remy, sua vida pareceu entrar nos eixos.

E quando Remy sai em uma turnê (sim, turnê de lutas...), Brooke se junta à equipe. Mas para Remy ela não é apenas mais um membro de sua equipe, ela está mais para uma âncora para que ele se mantenha firme quando as coisas começarem a escurecer.

Neste livro, pela primeira vez, vejo o mocinho se segurando. E vejo uma mocinha muito protetora em relação à ele. E a carência dele para com ela, é uma coisa incrível, mas ela também não fica atrás.

No decorrer do livro vemos que a situação de Remy não é tão fácil assim. Seus problemas começam a vir à tona, principalmente um que o deixa tão volátil. Mas tanto o Remy são quanto o Remy escuro, precisam de Brooke, e ela não vai à lugar algum.

Mas como tudo nessa vida não é um mar de rosas, algo surge para estourar a bolha que os pombinhos parecem estar vivendo. Os sentimentos de Remy por Brooke são tão profundos que ele aceita fazer uma troca que considera justa. Mas durante todo o tempo você fica imaginando se mesmo recuperando uma pessoa tão querida, Brooke conseguirá se manter firme ao lado de Remy...

Gostei dos personagens que a Katy Evans construiu. Penso na Brooke como uma típica atleta olímpica que teve seus sonhos destruídos por causa de uma lesão. Quanto ao Remy, ele é um personagem complexo. Você fica o tempo todo pensando o que há de errado com Remy, antes de que seja revelado qual o problema dele, e depois você pensa: "nossa, que óbvio...".

Não vamos esquecer dos outros personagens, que honestamente, sem eles acho que o mundinho fictício criado pela autora não teria credibilidade. As amigas de Brooke são bem autênticas, uma patricinha, uma gótica e um amigo que eu achei bem mauricinho. E também a irmã da Brooke que "viaja" pelo mundo, sempre mandando postais para os pais. E a equipe de Remy, seus dois melhores amigos, que sempre estão ao lado dele, cuidando dele, apesar de tomarem algumas atitudes que enfurecem Brooke (se você leu, entenderá do que estou falando)...
Vocês podem encontrar o livro para comprar nos seguintes sites: Fnac, Cultura, Saraiva.

Outros links: Skoob e Goodreads
                                                                    ~*

Para quem quiser saber certinho a sequência da série, segue abaixo os títulos em ordem:

          * Livro 01 - Real
          * Livro 02 - Mine
          * Livro 03 - Remy
          * Livro 04 - Rogue
          * Livro 05 - Ripped

E ao que tudo indica não precisaremos esperar muito pelo 2o livro. A editora informou que será lançado ainda esse ano, mas não divulgou uma data exata.

Só gostaria que a Editora Novo Século desse alguma previsão sobre os livros dos Dark Hunters...

Beijos,
Mari.

0 recadinhos :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...