Sylvain Reynard - A Redenção de Gabriel - Cena Deletada

Olá pessoas!

Olha só quem está de volta às postagens do blog! Yeap, that's right: Professor Gabriel Owen Emerson! Chegou a hora de matar a saudade!

Ontem foi liberada uma cena deletada de 'A Redenção de Gabriel', o último livro desta trilogia que encantou à todos! Infelizmente ontem eu não consegui parar para fazer a tradução e muito menos checar as postagens, mas aqui estou eu!

Sylvain Reynard anda quietinho nos últimos tempos, dando apenas uns 'alôs' no Facebook, mas mais nada do último livro foi postado. 

Mas bem, chega de enrolação! Segue abaixo a tradução desta cena, só lembrando que caso forem colocar o texto em algum outro lugar, please, não esqueçam dos créditos!

Aviso: Cena H-O-T !
Em sua mente, Gabriel podia ver Julia no seu apartamento em Toronto, caminhando em direção à suíte do quarto principal. Ele pegou seu pulso e sem dizer nada a levou para a cama.



Ele a beijou suavemente enquanto começava a despi-la, os olhos azuis dele brilhando com adoração e necessidade. Ele tomou seu tempo, adornado o pescoço e os ombros nus dela, seus lábios flutuando em toda a superfície da pele dela.



Claro que ele adorava as costas dela – as curvas e a pele cremosa convidando suas mãos e sua língua. O elegante pescoço dela implorando por sua atenção.



Uma fotografia não podia fazer jus à beleza dela. Ele teria que contratar um artista. Mas à que pintor ele confiaria o mais precioso presente que já recebeu?



Gabriel se reclinou na cama e a puxou para cima de seu corpo, olhando para ela com uma expressão de maravilha e desejo.



Ela moveu os quadris para provocá-lo um pouco, fechando os olhos enquanto fazia isso. Gabriel se incorporou para cobrir os seios dela, apertando e acariciando.



Depois de um momento, ele a puxou para baixo e se ajoelhou entre suas pernas.



Ela suspirou em satisfação enquanto ele entrava nela, puxando-o para que seus peitos estivessem fortemente colados.



Gabriel adorava dela por cima mas ele também gostava quando ela estava por baixo dele – um lugar macio para repousar e amar. Em um mundo onde frequentemente era frio e cruel, todos precisavam de um lugar suave para descansar.



Mais alguns beijos e ele parou para observá-la intensamente, seus olhos azuis escuros e sua testa franzida.



“Gabriel?”



Ele fechou os olhos e balançou a cabeça.



Julia levantou os dedos para tentar suavizar as rugas da testa dele.



“O que foi?”



Ele abriu os olhos, olhando como se ela fosse a primeira mulher que ele tivesse visto.



“Você é a minha imagem escultural. Meu ídolo. E eu não posso viver sem você.”



Um lento sorriso se espalhou pelos perfeitos lábios dela.



“Você não terá que viver sem mim.” Ela murmurou. “Eu amo você, Gabriel.”



Ele sustentou seu olhar enquanto começava a se mover, seus corpos sincronizados. Sua boca estava aberta enquanto ele gemia em cima dela.



Seria fácil, oh, tão fácil fechar os olhos e tomar o seu prazer, sem notar como ele estava afetando ela, ou garantir que ela tivesse sua satisfação primeiro. Considerando que antes, com outras mulheres, seu orgulho masculine o impediu de ser egoista, amante insensível, agora em seu corpo, o amor dominou.



Ele a amava. Ele a adorava. Ele faria qualquer coisa por ela.



Além de sua própria tentação, o que ele mais queria era vê-la louca de necessidade e então assisti-la saciada, sabendo que ele tinha feito isso. que ele tinha o poder, o incrível poder primordial, de satisfazer os desejos do corpo dela, e talvez, de sua alma.



Isso era uma blasfêmia?



Calro. Gabriel sabia que o poder do corpo era para ser um aperitivo da união divina. Embora ele tivesse perdido a esperança de entrar no Paraíso uma vez que sua vida terrena tivesse terminado, ele concordava que a realização absoluta de sua alma seria maior do que qualquer satisfação do corpo.



Tais pensamentos o impediam de manter o controle enquanto sua amada Julianne o observava com os olhos cheios de amor.



“Eu preciso de você.” Ele disse asperamente, enquanto aumentava os movimentos febrilmente.



A resposta de Julia se perdeu em uma série de gritos quando alcançaram o orgasmo um após o outro.



“Obrigada.” Ela pressionou um beijo ao lado de seu rosto enquanto ele enterrava o nariz na curva do ombro dela. “Eu nunca me canso de estar perto de você. De amar você desta maneira. Você é tão bom para mim.”



Ele murmurou uma resposta, mas Julia não o pressionou para que ele fosse explicito. Ele já tinha lhe dito como ele se sentia e a mensagem era esmagadora.



“Eu amarei você para sempre.” Ela sussurrou, apertando seus braços ao redor dele e abrançando-o como se nunca o deixaria ir.
E então, o que acharam? Aprovado? Se essa é uma cena deletada, então espero que o resto do livro seja tão bom quanto! Para quem quer ler o trecho em inglês, clique aqui para acessar o site onde foi publicado.

Lembrando que a trilogia está sendo publicada no Brasil pela Editora Arqueiro, e que o lançamento do terceiro e último livro do Professor Gabriel está previsto para janeiro, como eu já postei lá na página do blog no Facebook.

Além disso a Editora Arqueiro divulgou a capa de 'A Redenção de Gabriel'. Mas ainda não sei de certeza se a capa será essa mesma ou se é apenas provisória. 

A capa é essa ao lado. Desculpem o tamanho e a qualidade da imagem, mas foi a melhor que consegui achar!

Você também pode encontrar abaixo o que já foi postado sobre a série, inclusive os primeiros capítulos de 'A Redenção de Gabriel' que foram liberados por Sylvain Reynard.


Beijos,
Mari.

2 recadinhos :

  1. Ai gente quando sai esse livro, já tem data??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Segundo a Editora Arqueiro, o lançamento está previsto para Janeiro!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...