Portia da Costa - Bem Profundo

Oi meninas!

Aqui estou eu com mais um livrinho. Ok, não é novo, mas...

Então, esses dias estava conversando com uma amiga, e quem me passou a dica e o empréstimo do livro foi ela. Mas quando ela falou do título, nem me toquei que era da Portia da Costa.

Confesso, não gosto muito dessa autora, e comecei a leitura com o pé atrás. Calma, não é que ela seja ruim, mas é que antes eu tinha lido o livro 'O Desconhecido' dela e não gostei. No final do post vocês podem conferir a capa e a sinopse do livro. Tanto 'Bem Profundo' como 'O Desconhecido' foram publicados pela Editora Planeta aqui no Brasil.

Apesar de não gostar muito da escritora, não há como negar, ela é muito boa no que faz. A escrita é impecável, não há do que reclamar.

"Uma das tarefas de Gwendolyne é esvaziar todos os dias a caixa de sugestões da biblioteca. Um dia, Gwen encontra uma carta direcionada a ela, e se trata de uma proposta indecente. Um homem misterioso começa a lhe mandar correspondências de perder a cabeça e fica claro que ele não quer ficar só no papo! Suas ideias são chocantes, mas excitam Gwen.

Enquanto sua imaginação está a mil, ela ainda precisa lidar com o professor Daniel, que está fazendo uma pesquisa temporária na biblioteca. Um homem espetacular, em sua opinião. Gwen começa a fazer avanços sobre o professor inspirada pelas cartas picantes que recebe do admirador secreto.

Personagens apaixonantes e um final surpreendente completam este erótico que tira o sono até das almas mais puras. Alguns envolvimentos vão longe demais, e não é possível escapar do que é bem profundo."

Bom, a fórmula é sempre a mesma, principalmente no tema 'bibliotecárias'. E neste livro também não muda. Gwendolynne é uma bibliotecária na casa dos 30 anos e cheinha/curvilínea, e como parte de sua função de bibliotecária, ela deve esvaziar a caixa de sugestões, até que um dia encontra uma carta endereçada para si.

Até então tudo bem, se não fosse pelo conteúdo picante da carta. Mas quem não gostaria de receber uma carta dessas? Ao mesmo tempo que ela começa a se questionar quem seria o tal Nêmeses das cartas, ela também começa a perceber o Professor Daniel Brewster. Bom, o resto vocês já podem imaginar.

Ela divide com ele as novidades sobre Nêmeses e os dois embarcam em uma viagem de representação e jogos nos quais realizam os 'castigos' desse amigo anônimo.

Infelizmente, logo que comecei o livro, já sabia como ia terminar. Achei muito previsível. Mas por favor, essa foi a minha impressão do livro. Conversei com meninas que adoraram, mas não sei. Acho que fiquei com um pé atrás com a autora e não consegui curtir muito a leitura. 

Diferentemente de 'O Desconhecido', que foi uma leitura pesada, que arrastei por mais de uma semana, achei 'Bem Profundo', bem mais leve e de fácil leitura, e em certos momentos até engraçadinho.
"A decisão de Cláudia em não amar de novo está prestes a ser posta à prova quando seu destino cruza por acaso com o do belo desconhecido... 

Uma primeira visão no rio, como antecipação de um mundo de sensações e descobrimentos. Do meio da tempestade surge aquele homem, a quem Cláudia decide chamar de Paul, e que mudará sua vida, abrindo novas portas para a sensibilidade, as relações, o sexo e as surpresas que a vida esconde até que a verdade se mostre. 

Buscar sua verdadeira identidade é ao mesmo tempo algo que se impõe e que a deixa insegura. Ela teme que, descoberto o segredo daquele jovem, a aventura prazerosa se desmanche no ar, como uma bolha de sabão numa tarde de verão. 

Entre novas aventuras e possibilidades, esse romance mudará a sua visão sobre o amor e o sexo. O desconhecido chegou para romper todos os tabus."
'Bem Profundo' e 'O Desconhecido' são livros independentes e não fazem parte de nenhuma série.

Beijos,
Mari.

0 recadinhos :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...