Cassandra Clare - Os Instrumentos Mortais 04 - Cidade dos Anjos Caídos

Oi gente!

Trouxe mais um review de Os Instrumentos Mortais da Cassandra Clare, pela Editora Galera. 

Ok, sei que está ficando repetitivo, mas depois desse só tem mais um livro, então vai ser igual à vacina, vai tudo de uma vez porque se ficar indo aos poucos é pior. Hahaha.

Bom, dessa vez eu trouxe o 4o livro da série, e confesso que demorei mais para ler esse livro do que os outros, que eu geralmente lia em um ou dois dias, esse acabei lendo em uma semana, pois é. Mas esse eu achei mais cansativo... 

Como esse já é o 4o livro da série, todo mundo já está careca de saber sobre os persinagens e suas funções dentro da trama. Mas, por incrível que pareça, a autora resolveu mudar um pouquinho o foco do livro, o que, na minha opinião, não deu muito certo. Poderia ter ficado na mesma fórmula dos outros livros, mas...

Os últimos meses não foram fáceis para Clary. Demônios, um ex-caçador de sombras com jeito de supervilão — detalhe: seu pai —, um triangulo amoroso com o melhor amigo (a quem pode inadvertidamente ter ajudado a transformar em vampiro) e um conflito entre dimensões. Mas agora a guerra chegou ao fim, e ela voltou a Nova York para aperfeiçoar seus poderes e assistir ao casamento da mãe.

O melhor: finalmente pode chamar Jace de seu. Sem fantasmas ou dúvidas. O paraíso? Nem tanto. Apesar do sangue Nephilim que corre em suas veias as coisas não estão assim tão angelicais. Alguém está matando Caçadores de Sombras, e a tensão entre os habitantes do Submundo atinge níveis alarmantes. Uma segunda guerra parece cada vez mais provável.

E Clary não pode contar com Simon. Sua habilidade vampiresca singular — conseguir andar sob o sol — faz com que seja o aliado perfeito para os dois lados; e ele vai precisar se decidir logo... O Submundo não é conhecido pela paciência.

Mas o que preocupa Clary, na verdade, é que Jace resolve se afastar sem maiores explicações. O que a faz mergulhar num mistério cuja solução pode se revelar seu maior pesadelo: ela mesma provocar a terrível cadeia de eventos capaz de lhe roubar tudo que ama. Inclusive Jace.

Como já tinha dito anteriormente, a autora resolveu mudar um pouco a fórmula da trama, então em vez dos acontecimentos se focarem em Clary e Jace, temos uma leitura mais voltada para a vida do Simon. Pois é, lembram que em um outro review eu falei que o personagem estava tomando um papel mais central na trama? É, então, eu não quis dizer isso literalmente. E honestamente, ficou muito cansativo. Ok, eu sei que vai ter gente que não vai concordar comigo, mas...

Sim, foi legal ver o Simon fazendo malabarismos com a Isabelle e a Maia, e ainda ter que lidar com o mojo vampiresco... Mas olha, ainda bem que a Cassandra Clare não começou a série como escreveu esse livro, porque garanto que eu não teria me empolgado nem um pouquinho para continuar a ler essa série...

Bom, voltando ao assunto do conteúdo do livro em questão...

Temos um espaço de tempo de seis semanas após o final do livro 03, Cidade de Vidro, e nesse meio-tempo podemos ver que certas coisas mudaram: Simon se envolve em mais um triângulo amoroso, mas dessa vez com Isabelle e Maia; Clary e Jace finalmente em paz com seu relacionamento; Clary começa o seu treinamento de Caçadora das Sombras; e temos os preparativos para o casamento de Luke e Jocelyn.

Além desses pontos centrais, temos mais personagens que entram na trama. Temos Camille e com a chegada dela ficamos sabendo de mais um pouco do passado de Magnus. Mas não será só Magnus a ser assombrado por seu passado; Maia também reencontrará alguém que mexerá muito com ela. E por fim temos Lilith, mas não vou falar muito sobre ela, já que a participação é pouca, mas extremamente importante.

Apesar da história da saga girar mais em torno de Clary e Jace, percebi que o casal ficou em segundo plano. Depois de todas as coisas que os dois passaram, você imagina que a autora vai dar, pelo menos, um livrinho para contentar os fãs, só que não. Apesar deles poderem finalmente demonstrar o que sentem um pelo outro sem medo, e das cenas serem mais apimentadinhas do que as outras, temos umas nuvens negras sobre eles.

Jace é atormentado por sonhos nada felizes com Clary e acaba se tornando se afastando com medo de realmente acontecer alguma coisa. Ela percebe que há alguma coisa de errado e quando eles finalmente conseguem conversar sobre isso, vão procurar ajuda dos Irmãos do Silêncio, desconfiados de que alguém anda brincando com a mente de Jace. Mas será que há algo que possa ser feito para ajudar Jace, ou é tarde demais para qualquer salvação?

E no meio de tudo isso, alguém ou alguma coisa começa a matar Caçadores de Sombras. E como desgraça pouco é bobagem, alguém também anda fazendo experimentos em bebês como Valentim fez com Jonathan.

E por falar nisso, lembram que falei sobre o sumiço de Sebastian/Jonathan? Pois é, temos uma pequena, mas assim como Lilith, importante participação dele neste livro.
Para quem quiser ver os meus comentários sobre as sequências dos livros, seguem abaixo os links:


Beijos,
Mari.

0 recadinhos :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...