Cassandra Clare - Os Instrumentos Mortais 03 - Cidade de Vidro

Olá pessoal!

Cheguei com mais um livro da série Os Instrumentos Mortais. Pois é, estou fazendo uma maratona! 

Sou daquelas pessoas que quando começa a ler uma série, quer ler os livros um atrás do outro. Mas fiquem calmos, meus livros 4 e 5 da série ainda não chegaram, ou seja, vai demorar um pouquinho para ter uma review deles. Hahahah. 

Depois de sermos apresentados aos personagens no 1o livro (Cidade dos Ossos), no 2o livro (Cidade das Cinzas) temos um pouco mais de ação e uma melhor apresentação da trama, e também conseguimos ter uma ideia melhor de como são os personagens e suas características... Tanto que certas coisas que acontecem, você já pensa: "Ah, isso é tão a cara da Isabelle"

Já neste 3o livro temos as coisas mais agitadas, o desenrolar da 'novela mexinaca' entre Clary e Jace, e o Simon começa a se soltar mais e a ter um foco mais central no livro, acho que isso tem algo haver com seus novos dentes pontudos...
"Para salvar a vida de sua mãe, Clary deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras — podemos pular a regra de que diz que entrar em Alicante sem permissão é contra a lei e ir contra a lei pode significar a morte? E também que chegar lá, criando um Portal sozinha, só mostra o quanto os poderes de Clary são sofisticados e como isso é perigoso? Para complicar ainda mais, quando chega à cidade, ela logo descobre que Jace não a quer por perto (o que não se aplica a outras meninas...) e Simon, que nem queria estar ali, está sendo investigado por ser um vampiro que pode suportar a luz do sol.

Nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastar Clary de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe. Para localizar o bruxo, Clary contará com um misterioso aliado, Sebastian, um Caçador de Sombras (quase) irresistível. À medida que se aproxima de respostas, Clary conhece mais sobre seu passado — e consequentemente sobre o passado de seu irmão...

A Clave está reunida. Todos sabem que Valentim, fortalecido como nunca, está convocando um exército para exterminar os Caçadores de Sombras e conseguir os Instrumentos Mortais. Aparentemente, a única chance de sobrevivência é unir forças: Caçadores e integrantes do Submundo. É possível esquecer as diferenças e o preconceito de séculos para lutar lado a lado? E Clary, dividida pelo que sente por Jace, conseguirá se armar de seus novos poderes para salvar a Cidade de Vidro — custe o que custar? Jace já se decidiu: vai arriscar tudo por ela."

Bom, para começo de conversa, só pela sinopse já dá de perceber que, se no 2o livro teve mais ação, no 3o é muito mais agitado. Tinha achado o Cidade dos Ossos meio lento, sentia que faltava alguma coisa, e como disse em um post anterior, o Cidade das Cinzas deu mais ação à história. Mas o Cidade de Vidro, com certeza superou os outros dois.

A 'ameaça Valentim' está mais presente, dixando de ser algo meramente comentado, sem muita participação nos livros anteriores. Apesar de ser uma parte central da história, honestamente, só neste 3o livro que senti uma participação mais ativa deste personagem. Também temos o desenrolar de alguns mistérios referentes à Valentim e ao Ciclo.

E finalmente temos o desfecho da questão da relação entre Clary e Jace. AMÉM! Eu já estava ficando irritada com a demora da autora em acabar com essa polêmica entre os dois, apesar de todos já saberem a verdade nesse assunto. Pelo menos eu, desde o final do Cidade dos Ossos já sabia a verdade.

Simon! Não podemos nos esquecer dele! Parece que depois da sua visitinha ao Hotel Dumort ele se tornou irresistível às garotas. Já vejo Isabelle e Maia saindo no tapa por ele. Hahaha. Teve momentos nos livros que eu queria que ele ficasse com a Clary, porque algumas atitudes do Jace me incomodavam além da conta. Em Cidade das Cinzas o Simon já começa a ter uma participação mais ativa, mas só em Cidade de Vidro é que vemos o real propósito do Simon. Quero muito saber o que vai acontecer com ele agora que a Clary o marcou com a Marca de Caim.

Sobre Sebastian, bem, tenho a leve impressão de que vamos vê-lo bastante nos próximos livros... Porque, jura né, que com a saída de Valentim, íamos ficar sem vilão... Mas será mesmo que Valentim saiu de cena?

A mãe de Clary, vulgo 'bela adormecida', finalmente aparece, e também temos os denserolar do emaranhado que é a relação 'friendzone' dela com Luke. Quero ver agora como será a relação da Clary com a mãe agora que ela já sabe sobre o mundo que a mãe tanto tentou esconder dela.

Vou sentir saudades de Max. E Alec, finalmente hein!?
Para quem quiser ver os meus comentários sobre os dois primeiros livros, seguem abaixo os links:


Beijos,
Mari.

0 recadinhos :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...